|

X

 

Ao mesmo tempo que a UE tenta recuperar da crise, uma cooperação próxima entre Estados-membros é cada vez mais necessária para assegurar o crescimento, a criação de emprego e a competitividade. A UE deve demonstrar aos cidadãos e ao mundo que prossegue políticas financeiras e económicas credíveis. Sendo um dos países que com maior sucesso tem ultrapassado a crise económica e financeira através de um crescimento sustentável, a Lituânia procurará organizar a sua presidência da UE em torno de três grandes objectivos, que garantem uma europa aberta e em crescimento:


Uma Europa credível - a Lituânia irá procurar garantir progressos nas finanças públicas europeias de forma a garantir a sustentabilidade financeira necessária a restaurar a credibilidade económica da UE. Os esforços da Presidência dirigir-se-ão para o aprofundamento do quadro da União Bancária e em novas propostas legislativas na área das reformas nos mercados financeiros. A sua tarefa-chave será a implementação de reformas na governação económica e no aprofundamento da União Económica e Monetária.


Uma Europa em Crescimento - a Presidência lituana assentará na Estratégia Europa 2020 e no Semestre Europeu, reforçando as políticas do mercado único. O principal enfoque estará no aprofundamento e integração do Mercado único, como a principal ferramenta para o crescimento económico e melhores oportunidades de emprego. A Presidência trabalhará no sentido de completar as iniciativas do Acto para o Mercado Único I, avançar com novas iniciativas para o Acto para o Mercado Único II e facilitar a Governação do Mercado Único. Será dada prioridade as iniciativas que fortaleçam a confiança na economia europeia e que resultem na dinamização do Mercado Único Digital. A Presidência prestará particular atenção às matérias de investigação e inovação. Procurará completar os objectivos da UE para o mercado interno da energia até 2014 e assegurar que nenhum Estado-membro ficará isolado das redes europeias de energia após 2015.


Uma Europa Aberta - a Presidência Lituâna dará passos no sentido de fortalecer a UE enquanto modelo global de abertura e segurança. Estará atenta à integração da UE e dos países parceiros do Leste, acolhendo a organização da Cimeira para a parceria de Leste, em Novembro de 2013. Procurará assegurar a continuidade do processo de alargamento, de um controlo eficiente das fronteiras externas da UE e uma melhor coordenação da dimensão externa da política energética. A Presidência promoverá iniciativas de comércio livre com parceiros estratégicos, tais como os EUA, o Japão, o Canadá e outros. Procurará ainda impulsionar a Política Comum de Segurança e Defesa através de uma cooperação mais forte com os seus parceiros, tal como providenciando novas respostas aos desafios que se colocam à segurança.


Acompanhe aqui Presidência da Lituânia